paixão da educação

a história de um lento regresso à escola, contada pelo 'próprio'

quarta-feira, agosto 17, 2005

Uma paixão no estaleiro

Não me sobra o talento para metáfora mais adequada. Na verdade estas últimas semanas têm sido sobretudo de leituras vorazes e erráticas, menos de escrita, muito pouco de trabalho organizado. Também tem sido um tempo para resistir, para recuperar energias que se esgotam não se sabe nunca para onde. A paixão vem depois.

Para além de que o futuro deste blog sobre o gosto de aprender e de ensinar em grupo, no espaço incontornável da escola, da sala e da rua, permanece ainda em dúvida. Tendo nascido como um desejo de projecto colectivo e participado, a muitas vozes, acabou por ficar aquém da ideia, antes do projecto, longe do que poderia ser. Na verdade era uma ideia a prazo, para durar o ciclo inteiro de um ano lectivo, deste que acabou de terminar. Os motivos de saúde a que já me referi, sem pormenores cansativos, e outros contratempos, reservaram à [Paixão] um tempo útil de vida activa e militante bem menor. Vale a pena reconsiderar o perfil e o destino destas linhas irregulares, num momento de provável viragem na minha trajectória profissional recente, de que este blog também é um reflexo imperfeito mas contínuo.

Provavelmente voltarei dentro de semanas, em Setembro, quando retomarmos, então já aí com método, as angústias e as ansiedades do novo ano lectivo. Decidirei então se vale a pena inflectir no caminho e fazer da [Paixão] um diário íntimo do regresso, pelo menos do regresso desejado à João de Barros.

10 Comments:

Enviar um comentário

<< Home