paixão da educação

a história de um lento regresso à escola, contada pelo 'próprio'

sexta-feira, junho 24, 2005

A Maltinha da 3 e O Celeiro [novo número]




Recebi recentemente mais dois jornais escolares; A Maltinha da 3, publicado com regularidade pela Escola/ Jardim de Infância nº 3 do Laranjeiro [número de Junho] e O Celeiro, da Secundária Moinho de Maré, dos meus amigos Xico Braga e Francisco Gonçalves [número de Maio].

O jornalinho da 3 vem com novos conteúdos e dotado de maior unidade temática. Parece mais pensado, evitando a mera colecção de trabalhos de sala sem qualquer articulação, como acontece frequentemente. É subordinado ao tema "As Férias estão aí" e inclui algumas páginas subordinadas ao seguinte motivo: "Se eu fosse Primeiro-Ministro..." As respostas dos alunos são desconcertantes. Vejamos algumas: "A minha primeira lei era a todas as pessoas que fossem passear os cães levassem um saco para apanhar o cocó porque se não o apanhassem e o deixassem no chão podiam levar uma multa de 500 €." Outra: "Eu punha logo um dia novo, o dia da calma. Era um dia em que todas as pessoas não deviam andar em brigas nem andar de carro, pois isso provoca bichas e não é nada calmante. Nesse dia todas as farmácias estavam abertas para, se alguém tivesse um ataque de fúria, ir comprar medicamentos para se curar." Ou então: "[...]acabava com a probreza e com os exames e punha as coisas mais baratas." Etc... etc... Relatos de viagens, textos sobre o 25 de Abril, actividades relativas ao ambiente, notícia sobre a Feira do Livro da Escola, sobre a semana pedagógica e exercícios de escrita, completam este número. O que falta, em meu entender: aproveitar o jornalinho, sem o tornar pesado e ilegível, para transmitir com regularidade, informação qualificada aos pais e à comunidade em geral. Mas o trabalho já assim tem mérito e merece ser apoiado.



O Celeiro é, como já escrevi aqui neste blogue, um caso de longevidade e de coerência gráfica e temática. Um jornal de longo curso, mas onde há muito espaço e caminho para inovar. Este número de Maio vem com o habitual apuro gráfico, com a riqueza fotográfica que lhe é comum e fala de mil e um temas centrados na escola e nas suas actividades que são ricas e variadas. Relatos de viagens e contactos com outras escolas, debates sobre o fim da segunda guerra mundial, fotos, muitas fotos, opinião e uma homenagem aos alunos finalistas, são a parte grande deste número.

Para ter acesso a um dos últimos números do Celeiro CLICAR AQUI.

Parabéns às duas redacções e bom trabalho para o próximo ano lectivo.

5 Comments:

Enviar um comentário

<< Home