paixão da educação

a história de um lento regresso à escola, contada pelo 'próprio'

sábado, novembro 20, 2004

O Bandeirantes de S. Paulo: créme de la créme


[Colégio Bandeirantes, S. Paulo]

Recebemos há meia dúzia de anos, na João de Barros, um grupo de quatro professores brasileiros de S. Paulo. Vinham visitar Portugal no quadro das comemorações dos 500 anos da chegada de Pedro Alvares Cabral ao Brasil. Liderava a embaixada o professor Roberto Nasser, responsável pelo Departamento de História e Filosofia e pela Orientação Profissional do seu colégio. Durante dias viajaram de táxi pelo país, deslumbrados com tudo o que viam e ouviam. À partida para o Brasil, num jantar inesquecível junto ao mosteiro dos Jerónimos, à beira da Praça do Império, partilharam connosco algumas das descobertas mais fantásticas que fizeram naquelas semanas. Tinham ficado fascinados com as expressões idiomáticas, com a fala dos portugueses na sua "terrinha". Não terão esquecido ainda hoje, concerteza, aquele inacreditável e criativo "espírito santo de orelha" que tanto os surpreendeu na altura. Eram os professores do Bandeirantes. O melhor colégio de S. Paulo e um dos melhores do Brasil.



Desde então temos visitado regularmente o site do colégio, que constitui, sem sombra de dúvida, uma referência do que deve ser um serviço on line para os encarregados de educação dos alunos e para a comunidade escolar em geral. E comunicamos regularmente com o Roberto Nasser, de quem temos esporádicas notícias. Este post é um convite a conhecer um projecto pedagógico e cívico de excelência, em que nada parece ficar ao acaso. O Colégio Bandeirantes é uma empresa de iniciativa privada, dirigida à classe média alta, da sociedade brasileira. Mas os exemplos de competência, profissionalismo e criativade na área pedagógica, não obstante resultarem de difícil aplicação no ensino público, por elementar falta de recursos, podem constituir, ainda assim, uma inspiração e um modelo.

Os documentos de referência do colégio são claros nos propósitos de excelência e de qualidade total que a sua equipa dirigente vem perseguindo há anos. A Visão do projecto, liderado pelo director Mauro de Salles Aguiar, assinala o propósito de "ser a melhor organização de ensino do país, capitalizada e rentável, reconhecida como centro de referência no emprego de novas tecnologias e métodos pedagógicos aplicados à educação".


[Laboratório Multidisciplinar - LMD]


Uma visita ao Bandeirantes

Uma visita ao site do Bandeirantes permitirá descobrir uma enorme variedade de projectos, iniciativas, informações e testemunhos, com que parece fácil compor uma imagem fiel das boas práticas do seu corpo docente.

Todas as ocorrências disciplinares dos alunos são enviadas por email para os respectivos encarregados de educação. Já há vários anos, garantiram-me, que todas as informações de maior urgência, como por exemplo os contactos com os directores de turma, tinham lugar através do correio electrónico e do site do colégio.

Entre outros, o site permite conhecer os pressupostos e a natureza do Programa Cidadania, que resulta de uma grande aposta do Bandeirantes.

Inovador e exemplar, por outro lado, é o Sex Tips. Trata-se de um serviço de orientação sexual dirigido por uma especialista. Para além das respostas às mais variadas perguntas, dadas com garantia de completa privacidade, a responsável também publica mensalmente um artigo sobre questões candentes da sexualidade, sem qualquer parti-pris moralista. Desde o mês de Agosto de 1998 até ao momento, Novembro de 2004, encontramos à disposição de qualquer visitante dezenas de artigos na secção "Artigo do Mês". Na apresentação do serviço lê-se: "Sex Tips é um serviço de Orientação Sexual por e-mail, realizado pelo Colégio Bandeirantes. A profissional responsável por esse serviço é a Dra. Maria Helena Vilela, diretora do Instituto Kaplan, especialista em Orientação Sexual e consultora da equipe de CPG (Convivência em Processo de Grupo) do Colégio Bandeirantes. O usuário envia suas dúvidas sobre sexualidade, pessoais ou genéricas, e recebe as respostas, com garantia de sigilo sobre sua identidade." Sugiro veementemente uma visita.

A Biblioteca do Bandeirantes é outro exemplo de um serviço de alta qualidade prestado aos seus alunos. São mais de vinte e seis mil documentos, para um total de mais de quinze mil títulos dispoíveis. A Biblioteca assina 80 revistas, das quais 26 são estrangeiras. Recebe também os seguintes títulos: O Estado de São Paulo, O Globo, Folha de São Paulo, Gazeta Mercantil, Jornal da Tarde, Jornal do Brasil, The New York Times, Valor Econômico, El Pais. Durante o mês de Agosto passado a Biblioteca registou cerca de vinte e quatro mil movimentos, correspondendo a uma média diária de mais de mil movimentos.

Também é possível aceder ao conteúdo do Jornal do Band, que tem uma excelente versão em papel de periodicidade trimestral. Trata-se de um jornal oficial, de grande tiragem, que difunde para fora da própria comunidade educativa mais próxima, as actividades e iniciativas do colégio.

A leitura deste post não substitui uma visita demorada ao site do Colégio Bandeirantes. É o convite que fica.

Com o devido agradecimento ao Jornal do Band e à direcção do colégio permitimo-nos transcrever aqui um excerto de uma entrevista de Mauro de Salles Aguiar, director-presidente do Bandeirantes e membro do Conselho Estadual de Educação.

***


"Queremos que os alunos encontrem na escola outros espaços, além do curricular. Isso os enriquece demais."



[Mauro de Salles Aguiar]



DESTAQUES:



"Em todos lugares que vou, encontro ex-alunos bem-sucedidos."

"Nós temos uma missão bastante clara: colocar nossos alunos nas melhores instituições de ensino superior do país. Os números mostram que temos atingido nosso objetivo. Nossos alunos obtêm os mais altos índices de aprovação nos principais vestibulares."

"Mantemos programas de capacitação de professores, incluindo mestrado e doutorado no exterior, projetos especiais, programas culturais, laboratórios e biblioteca de alto padrão, trabalhos sistematizados de apoio emocional aos adolescentes e uma das mais altas médias salariais do mercado. Além disso, somos líderes em Tecnologia Aplicada à Educação."

"O jornal tem ainda um outro papel importantíssimo, que é o contato com os formadores de opinião: empresários, políticos, artistas, jornalistas. É preciso que o trabalho realizado no Bandeirantes seja conhecido além de suas fronteiras, alcançando outros públicos."

"Algumas matérias [do Band] funcionam como material didático para a própria escola."


[Jornal do Band]


[Para ler um excerto da entrevista CLICAR AQUI]


[Para ler a entrevista na íntegra, no jornal, CLICAR AQUI]

1 Comments:

  • At 2:55 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Como Luso-Brasileiro e ex aluno do Colégio Bandeirantes fico muito feliz com a matéria publicada


    Gustavo
    Médico

     

Enviar um comentário

<< Home