paixão da educação

a história de um lento regresso à escola, contada pelo 'próprio'

sábado, novembro 27, 2004

Alguns jornais na rede



Já fizémos aqui eco, por várias vezes, dos resultados do Concurso Nacional de Jornais Escolares organizado pelo projecto Público na Escola. Desta vez gostaríamos de lançar um olhar pelas publicações escolares de carácter electrónico. Não sei quantas são porque muitas acabam por ser actualizadas tarde no ano lectivo e com pouca frequência. Parti das três publicações galardoadas este ano. Aproveitei para "folhear" algumas outras que me apareceram na pantalha.

A variedade é enorme. Quer nas opções editoriais como nos ambientes gráficos adoptados. Algumas são "apenas" versões planas do jornal em papel, não permitindo qualquer interactividade do leitor. Outras parecem revelar já uma diferenciação da edição material e há aquelas que são apenas publicações on line. Algumas publicações parecem ser actualizadas com frequência, enquamto outras conservam ainda o modelo material da edição numerada.

Um aspecto negativo muito evidente nalguns casos: omitem pura e simplesmente a data de publicação, a escola a que pertence, a composição da redacção. Parecem cristalizados no tempo, sem referência.




O 1º lugar [ex-aequo] foi atribuído a um jornal de características exemplares, da escola secundária de Valença. Com um ambiente gráfico descontraído, leve e muito elegante, apresenta na barra da esquerda links para boa quantidade de assuntos. A última actualização é de 25 deste mês, ou seja da passada quinta-feira. Apenas estranhamos que a notícia do prémio não tenha tido entretanto mais desenvolvimentos.



O jornal da Escola EB 2,3 de Amarante, também galardoado com o primeiro prémio, apesar de apresentar um ambiente gráfico mais pesado, revela um trabalho de composição e articulação de conteúdos verdadeiramente notável. O jornal faz links frequentes e oportunos para o site da escola, a partir dos nomes dos autores dos textos e artigos, quando se tratem de professores com cargos na gestão. Por exemplo, o presidente do executivo assina um texto no jornal - um link a partir do nome permite a entrada na página que enquadra as suas funções e responsabilidades na escola. O formato é muito institucional, talvez, mas absolutamente bem conseguido.



Mar da Palha


O jornal da Emídio Navarro, recebeu uma Menção Honrosa. A publicação da escola de Almada parece menos ambiciosa que as anteriores, o que se revela desde logo no ambiente gráfico mais informal e menos cuidado.


Mais dois exemplos


a cabra.net é uma publicação on line de outro campeonato. É o jornal da academia de Coimbra. É concebido numa perspectiva verdadeiramente profissional, com notícias da universidade, da cidade e, inclusivé uma secção internacional. Também é um bom exemplo a reter e a folhear.

Vim descobrir numa das dobras da rede o Fascínio - jornal da disciplina de ITI da secundária João de Barros, da minha escola. E eu que nem o conhecia... Ao que percebo terá saído apenas durante o ano lectivo de 2003/ 2004, com responsabilidade editorial da 12º A e coordenação da professora Fernanda Prego. Para que conste, a redacção era composta pelos seguintes alunos: Ana Raquel Sena, Andreia Santos, Andreia Gonçalves, Cláudia Martins, Diana Marques, Irina Pinheiro, Isabel Candeias, Joana Candeias, Joana Mendonça, Raquel Jorge, Sílvia Martins, Susana Costa, Vera Pereira, Rita Romeiro, Sérgio Domingues e Níria Lopes.


Outros jornais on line

A busca rápida apresentou-me mais alguns jornais on line. Valerá a pena procurar outros títulos, com mais cuidado, e sobretudo com mais preserverança. Algumas das experiências já terminaram, porque a maior parte dos projectos não sobrevive ao entusiasmo e ao empenho de professores e alunos. Mas vale sempre a pena entrar e dar uma vista de olhos. Ficam aqui os links.


jornal da escola EB 2,3 S de José Silvestre Ribeiro de Idanha a Nova, aparentemente só com um número, datado de Dezembro de 99.


jornal do Agrupamento de Escolas de Ribeira do Neiva que parece estruturado como um blogue, apresentando entradas cronológicas com links que remetem para outras páginas de desenvolvimento. O modelo, equilibrado e sóbrio, faz lembrar as páginas na rede de alguns jornais nacionais. Aparentemente a sua actualização terá sido interrompida no ano lectivo passado.


um jornal muito estático, que não permite qualquer interactividade, e sem indicação da escola a que pertence. Presumo que seja da básica de Vale Milhaços e a edição de 2001. Mas será mesmo?


jornal da escola secundária de Valongo, que apresenta a singularidade de remeter para links com informações detalhadas das reuniões do conselho pedagógico. A última actualização terá sido em Julho deste ano.




jornal da Escola E.B. 2,3/S Pedro da Fonseca, de Proença-a-Nova; seria difícil encontrar nome mais inapropriado para um jornal escolar como este. Seria como se alguém escolhesse o título Censura para um jornal nacional. As últimas actualizações são aparentemente de junho de 2004.


é um jornal da Escola Secundária D. Inês de Castro, de Alcobaça, que apresenta a singularidade de posuir um canal próprio de IRC para os seus leitores.


jornal da escola secundária de Mem Martins, que venceu o Concurso Nacional de Jornais Escolares do ano passado na categoria das publicações electrónicas. Ao que parece terá terminado entretanto.


é uma publicação da Escola Profissional Domingos Tasso de Figueiredo, Lisboa, com redacção de gente crescida.


jornal da escola secundária de Caldas das Taipas, que mimetiza as publicações em papel e apresenta uma última página. Pelo que perecebemos o último número terá sido deixado na rede em 2001 .


jornal da escola secundária José Saramago, Mafra, que pode ser lido com banda sonora. Últimas actualizações com data de Outubro deste ano.


do Agrupamento Vertical de Escolas do Avelar, que parece estar actualizado. Tem também versão em papel.


publicação do Agrupamento de Escolas de Miranda do Douro, com boa qualidade gráfica e imagem forte. O número disponível é o nº 50 de Dezembro de 2003.


do Agrupamento Vertical das Escolas de Cinfães, que parece ter ficado pelo final do ano lectivo anterior. Apresenta um link para um diagrama de uma secção do rio Douro a três dimensões.


um jornal que não nos informa acerca da escola a que pertence mas que mostra imagens da redacção.


publicação da secundária Raul Proença das Caldas da Rainha, provavelmente do ano passado, com links para páginas de alunos logo de entrada.