paixão da educação

a história de um lento regresso à escola, contada pelo 'próprio'

sábado, outubro 16, 2004

A urgência de fazer blogue

Há blogues por todos os motivos que quisermos imaginar, e por mais alguns. Até há blogues por nada de especial que persistem ou que desaparecem. Tenho encontrado, por outro lado, blogues que respondem a uma espécie de urgência vital, aos escrúpulos de uma causa, a uma necessidade de comunicar, de protestar. Reuni aqui alguns.

Por exemplo, o Urgências [o que é que tens de urgente para me dizer?], que serve de ligação aos futuros espectadores de um espetáculo de comédia que podem mandar os seus recados e ir depois ouvi-los dizer em palco pelos artistas.

A Nobre casa de Guedes é um blogue de combate, puro e duro, e reune documentos sobre a casa de campo do ministro do ambiente Luís Nobre Guedes. É cyber-agit-prop e já mereceu a atenção da imprensa séria.

Durante algumas semanas uma bandeira em cada janela era o que estava a dar. O blogue das bandeiras servia para reunir imagens da verde-rubra desfraldada pelo país fora. Depois acabou o circo e agora perdeu um pouco a cor.

Este nunca chegou a arrancar, - Escola SRibeira Grande -, parece mais um esboço. A ideia de um conselho executivo comunicar com a comunidade educativa assim... parece-me uma excelente ideia. Só é pena que não tenha resultado.

Para vencer a insularidade, que no caso da Ilha das Flores é praticamente dupla insularidade, não há melhor que um blogue. Este, por acaso: rocha dos bordões - fórum ilha das flores. As Flores são desde então uma cyber-ilha no arquipélago da blogosfera.

Para partilhar uma tese de licenciatura sobre os blogues a autora postou a tese num blogue. Faz sentido e está aqui: O Fenómeno dos Blogues em Portugal.

Não é propriamente um blogue mas há qualquer coisa nesta urgência por uma causa que o torna um quase-blogue. A Funerária no Bairro de Alvalade! é a última coisa que os habitantes de lá querem. Por isso fizeram um sítio para protestar. Chama-se a isto um cyber-protesto. Quem duvida de que vão ganhar a impugnação do empreendimento?

E nas escolas? Não há pretextos suficientes para entrar na blogosfera?

5 Comments:

  • At 10:47 da tarde, Blogger Miguel Pinto said…

    Suponho que o Gustavo já se referiu ao Geografismos e o Ouguela com Vida? São dois blogues que emergem da escola situada.

     
  • At 12:59 da manhã, Blogger José Gustavo Teixeira said…

    A pergunta final acaba por ser um pouco retórica. Referia-me sobretudo ao que é urgente: um blogue sobre a injustiça dos concursos a muitas vozes, outro para dar voz a quem não tem a palavra na escola... os pretextos, pelo menos em hipótese, são inúmeros. Já vi o geografismos, que visito regularmente. Dentro de uma semana, mais ou menos, tenciono publicar aqui alguma coisa sobre essa experiência. Ouguela com Vida... conheço mas ainda não lhe dediquei a atenção que seguramente merece. Ainda bem que me chama a atenção.

     
  • At 2:35 da manhã, Blogger SaltaPocinhas said…

    E eu estou a pensar fazer um blog com os meus meninos... Se o conseguir fazer depois aviso!

     
  • At 4:09 da tarde, Blogger Miguel Pinto said…

    ... Gustavo, por favor não se esqueça do Netescrita. É um projecto de um grande alcance. É fantástico!

     
  • At 6:42 da tarde, Blogger José Gustavo Teixeira said…

    Obrigado pela sugestão; de facto já tenho entrado no blogue. Vou, em todo o caso, informar-me melhor.

     

Enviar um comentário

<< Home