paixão da educação

a história de um lento regresso à escola, contada pelo 'próprio'

quinta-feira, outubro 28, 2004

Café com Letras, comme il faut!

Uma embaixada do nosso blogue visitou ontem à noite o Café com Letras em Cacilhas, ali bem perto dos barcos. Uma visita de improviso, por sugestão do amigo José Rabaça Gaspar, que me levou a mim e ao Manuel Cruz até à intimidade de um lugar que é um refúgio e sítio de culto. Num certo sentido é o café com que todos sonhamos para o nosso bairro: um lugar de repouso e fuga às obrigações diárias, com mesas bem separadas, público discreto e urbano, um escaparate com programação cultural e informação actual, uma estante com livros à disposição, dois computadores ligados à net (gratuitos? - não apurei) e uma atmosfera amena. Para cúmulo o café tem uma espécie de duplo espectral na blogosfera, O Sabor das Palavras, por via do qual, nós próprios chegámos ao sítio de Cacilhas.

O blogue, que é mantido pela Ermelinda Toscano, que também assegura a programação cultural do Café com Letras, contém informação actualizada sobre as actividades desenvolvidas e sobre o ambiente cultural em geral. O café e o blog, penso que posso dizer assim, publicam em papel, num formato convencional, um fanzine trimestral: O Sabor das Palavras. Poesia, ensaio, prosa, textos de pesquisa sobre património, opinião, constituem o cardápio da publicação. Sugiro uma visita ao café, uma olhadela ao blogue e uma leitura da fanzine.

Um café assim parece bom demais para ser verdade. Mas existe e é no 88 da Cândido dos Reis, junto do largo de Cacilhas. Nunca estamos satisfeitos. Eu que sou frequentador da mesa de café, às vezes do que preciso é de um cafezinho de bairro, com o Correio da Manhã ou o Record à disposição dos clientes, futebol na televisão e ambiente devidamente suburbano.