paixão da educação

a história de um lento regresso à escola, contada pelo 'próprio'

quarta-feira, outubro 20, 2004

As FLORes DE ROSA para HOJE e AMANHÃ

1. Uma apresentação
2. Lília no País das UTOPIAS imPossíveis:
3. Lília no Reino dos DISPARATES:

Uma APRESENTAÇÃO.
Cá estou mais uma vez, a segunda, a cumprir o meu “compromisso” de escrever no dia que me foi atribuído. A primeira Quarta já foi dia 6.10. Começou com a LÍLIA no REINO dos DISPARATES, seguido de a LÍLIA no PAÍS das UTOPIAS imPOSSÍVEIS e era para continuar por esta ordem. Mas, hoje, vou mudar. Conto a seguir.

É que antes de continuar, a LÍLIA chamou-me a atenção de que era feio a gente sentar-se assim a modos de como se fosse à roda da MESA dos BLOGUES, lá na casa da BLOGOSFERA, e não se apresentar. Parece que é o que se usa por aí, mas nesse caso, diz ela, continuo cá na minha e parecem-me mais BLAGUES (meros chistes ou piadas…) do que BLOGUES (parece que vem de LOG, para registo e partilha de pensamentos, ideias… à semelhança dos diários de bordo dos “velhos” marinheiros, para tornarem possível o conhecimento de novas Terras, novos Mundos e do MAR…) O “b” não consegui perceber de onde veio.
Na equipa da PAIXÃO, conheço pessoalmente o Gustavo, como o grande e entusiasta iniciador e administrador e o recém chegado Manuel Cruz, que, além do muito que tem para nos dizer é o nosso técnico de serviço, “pago a peso de ouro” como diz o Gustavo. Vou tentando conhecer os outros pelo que vão escrevendo e comentando: O Francisco, a Ana, o Pedro Maia e o Quim. Ainda não os identifico à primeira, mas lá irá com o tempo.

Ora a minha apresentação está no perfil da minha inscrição. Está o meu nome e tudo mas assino com mais de mil deNÓMIOS. Está tudo em aminhaTEIAnaREDE.
Na linguagem oficial sou professor aposentado, mas no País das UTOPIAS imPOSSÍVEIS, no Mundo das realidades vividas sou, como sempre fui, mesmo enquanto fui professor com alunos para trabalhar em conjunto, com horários e salas marcadas, um aluno e estudante como eles. Continuo a ser. Na e-libro.net vou publicando (e vão 7) os livros resultado desses estudos que às vezes juntam o dia anterior com o dia seguinte. Já são 7 da primeira leva de 20 e o plano já estabelecido vai, para já, até aos 200!
Como esclarecimento adicional e para os devidos efeitos, informo que sou Fundador, Magnífico Reitor e Estudante do ISSCA. Se for preciso explico ou faço um desenho.

A LÍLIA aparece, porque costumam dizer que “quem está fora racha lenha” e eu, embora não me considere “de fora” desta «paixãodaeducação”, pois até me mantenho um “estudante” aplicado, e tenho em casa desde o básico ao superior ao professorado, combinei com a LÍLIA, uma jovem professora, que escolheu a Escola com todo o entusiasmo como vocação e missão e dedicação a toda a prova, aguentando inclusive os disparates das colocações, para me ir mantendo ao corrente do que se passa por aí, no ensino Oficial. Por enquanto, à vista desarmada, os DISPARATES continuam e são demasiado graves e visíveis. Por detrás disso, diz-me ela, existe um outro PAÍS de UTOPIAS que são realidade e é por aí que hoje, apesar de não previsto, vou começar.

2. Lília no País das UTOPIAS imPossíveis:
Falei com a LÍLIA, ou antes, a LÍLIA foi descobrir um «António Matos Rodrigues», o «antónio joaquim?» do Livro da ROSA, a lançar um novo blogue: Maria Rosa Colaço e… embora os DISPARATES se acumulem em vertiginosa e incontrolável velocidade, decidi começar hoje pela LÍLIA NO PAÍS DAS UTOPIAS IMPOSSÍVEIS.
Como ela, fiquei comovido com o nascimento deste Blogue. Já tinha feito um apelo.
«A importância de ter referências – Maria ROSA.» de 15.10.2004. Na coluna da direita, no nosso blogue, está a referência ao livro da ROSA, com a «colectânea de textos infantis»… que tem dentro as palavras do director (Almada 1957?): “Se tiver sarilhos… a esquadra da Polícia fica no fim da rua… Lamento dar-lhe a escória. Mas paciência.»… e depois, nasceu uma EDUCADORA – ROSA e os seus meninos as FLORes-DE-ROSA... Mandou deitar a régua (e autoridade policial) fora… «E foi assim que ficámos solidários e Amigos – Para-Sempre. … e aconteceu o milagre…».
Ora, creio que é exactamente disto que precisamos desesperadamente. Um MILAGRE. Não da Nossa Senhora, nem só da ROSA, mas dos Educadores e das Crianças de Hoje.
A ROSA que me perdoe pois já está a ver-nos do lado de lá, mas eu desejava que descobríssemos aqui e naquele BLOGUE NOVO dos “Meninos da ROSA”, as e os milhares de ROSAS / EDUCADOR/as/es que andam por aí, apesar de tudo, e das centenas de milhares de “Meninos” que se descobriram “com alma de poetas” e também andam por aí… apesar dos enlatados e dos plásticos…
Por iniciativa do António Matos apareceu o Milagre de redescobrir “os meninos com alma de poeta”, que «não eram esses meninos de bata branca… que as mãezinhas nos entregam como se fossem de porcelana.», mas parece que não eram a “escória” das palavras do director. Eram os anos 50! 60!? Apareceu UM. Esperamos que apareçam os outros e as outras. «Sei lá o que a vida fez deles?» «Não eram génios, nem poetas, nem meninos-prodígio.» …«e fizeram nascer da “escória” uma branca flor de fraterna alegria»… «E nas paredes sujas da sala pintámos o sol e pássaros verdes.» … Mas parece que, no dizer de ROSA «…aconteceu o milagre que nunca mais se repetiria.» Porquê? Parece que «… o excesso de conforto destrói o Rosto Iluminado do Homem.» (Ver introdução de «A Criança e a Vida».

Não queremos acreditar que isso seja possível. Apareçam e digam… Apareçam e falem… Apareçam e mostrem o que a Vida fez de tanta “escória” pelo Milagre do Trabalho sério e empenhado de tantos EDUCADORES. Os meus VOTOS é que neste vosso BLOGUE apareçam os “MENINOS” dos anos 50 e os “Meninos” dos anos 60, 70, 80 e 90 a falar dos milagres que aconteceram e continuam a acontecer, apesar do desconcerto, apesar da imensidade de incongruências, apesar dos disparates sucessivos e intermináveis… Não nos podemos conformar com a incompetência reinante. É tempo de “fazer nascer de novo flores”, mesmo que seja nos pântanos lodosos dessa “escória” que se instalou no poder.
Volto a repetir o que já disse: O LIVRO da ROSA foi e é importante. Mais importante, ou o IMPORTANTE, somos NÓS HOJE e as CRIANÇAS DE HOJE, que estão a ser espoliadas e desavergonhada e impunemente prejudicadas. Acho que lhe devemos esta singela homenagem. ROSA, nós estamos AQUI e somos nós que queremos continuar a acreditar em MILAGRES destes que a gente sabe e pode fazer!

Mas claro que tinha de aparecer a outra LÍLIA.

Lília no Reino dos DISPARATES:
Sim, porque não podemos ignorar que os DISPARATES, a roçar a raia do CRIME, continuam e sem solução à vista. As injustiças persistem.
E a LÍLIA nestas semanas continua com a boca escancarada de espanto!

- O ex-ministro, aquele que “não sabia se era responsável”, (na minha terra chamam-se imbecis ou coitadinhos e ninguém os leva a sério ou lhes dá “mandados” de responsabilidade), afinal veio dizer que tem e teve a “responsabilidade política” de adiar a saída das listas para depois das eleições europeias… E as consequências? E as milhares de crianças que prejudicou e está a prejudicar? E os pais dessas crianças? E os milhares de professores prejudicados que por acaso e sem licença do ministro, também são pais? Não tem processo? Só são “criminosos” os abusadores dos meninos da Casa Pia? Este é irresponsável ou inimputável? E a sucessora?

Mas há mais.
- Aquele que dizia - «Nós não fugimos… Assumimos as nossas responsabilidades… o Povo pode contar connosco…», ei-lo em “fuga” para o “TACHO”! Anda para aí a pavonear-se pela Europa dos 25!
- Até o Grande Chefe, nos vem dizer, em nome da Democracia, que «este é um Governo tão legítimo como os outros»!? Ai é? Então para que andar para aí com a “palhaçada” das eleições?
- E o outro ministro que ameaça, acusa, vocifera e depois vem dizer que não? Já provou as acusações de “mentiras” e “ódios” perante a Alta Autoridade para a Comunicação Social a quem ele apelou?
- Agora veio o outro das “Agriculturas” dizer que a “escória” promovida a “celebridades” é “algo pedagógico” para as crianças!!!

Por "Amor de DEUS" ou de quem quiserem, não são DISPARATES A MAIS? E não podemos ver-nos livres desta “escória”? As televisões não têm espaço para mostrar quem sabe trabalhar a sério e esta "vergonha" passa a ser didáctico e pedagógico por decreto ministerial? É pedagógico as criancinhas verem o pessoal de salto alto e casaco de peles a fingir que andam a cavar e a regar… Quem semeou o que já lá está? E depois se for mal tratada o que é que a horta vai dar? Pedagógico? Para as criancinhas verem a “escória” trabalhar a terra? VERGONHA. Tenham, ao menos um mínimo de vergonha na cara.

Quanto a uma tão “pertinente” como “cretina” questão que uma colega “saltapocinhas” levantou sobre os colegas que devem ganhar mais ou menos, como por ex. Educação Física e EVT, lembro a célebres distinções entre os famigerados Liceus (da gente fina...) que ainda o são sem o serem e as Escolas Técnicas (dos latoeiros lá do sítio…). Os meus amigos de EVT e EF, mandaram-me perguntar porque é que a estimada colega não foi para a EF ou EVT… e parece que a estimada colega não precisa de lápis, cadernos, casa, obras, computador, televisão telemóvel, carro… Ai precisa? Então porque é que não os faz? Ou prefere pagar por isso? E prefere BEM feito por gente competente ou assim às “três pancadas”? Então será melhor pagar mais aos colegas que se empenham nestas áreas? Eu já ouvi dizer que “a estupidez diplomada” não tem remédio possível, mas pensava que era possível uma certa dose de “Bom Senso”. Paciência.
Perante estes “EXEMPLOS”, que vêm de cima e todos podem ver e ouvir em directo, o que querem afinal que os Educadores façam? Que continuem a Educar para a Liberdade, para a Seriedade, para a Vida baseada no Trabalho sério e no Mérito?
BASTAPORRABASTA!!! (Este neologismo inventado mesmo agora é para colocar no boneco da Mafalda, por não saber desenhar a LÍLIA. Fica aberto o concurso.)

Nota final: Como percebo pouco disto e não são horas de recorrer ao técnico, os LINKS para as citações importantes falharam. O sistema!? não me permite entrar. Mas tenho todas. É só pedirem. (Tentei, dia 24.10.2004, meter os links principais...)

3 Comments:

  • At 3:27 da tarde, Blogger José Gustavo Teixeira said…

    Caro colega e amigo, depois de deixar aqui um comentário o "sistema" resolveu apagá-lo. Vou tentar retomar a ideia.

    Começo pela sua referência aos Blogues como Blagues... Não concordo consigo e basta consultar alguns para verificar que por detrás de muitos deles um há uma personalidade que se afirma através da opinião, da indignação, da discussão e até do humor e da sátira. Todos os fenómenos de comunicação geram o seu ruído, é inevitável. Mas cabe a cada um de nós estar disposto a ouvir aquilo que vale mesmo a pena, e há muita coisa que vale.

    Por falar nisso pedia-lhe, por fazer, que me fizesse um desenho, mas a cores, para ver se eu percebo que é o ISSCA.

    Já viu que os alunos da professora Maria Rosa Colaço começaram logo a aparecer? É o que isto tem de bonito, para não dizer mais.

    Quanto à Lília, percebo que ela tenha muito para dizer mal. O país não deixa de nos surpreender. Mas também ela que tenha calma, que isto não vale a moenga.

    E os links? Não é difícil, como pode comprovar, já que no seu outro blogue entraram todos certinhos. É só seguir as instruções.

    Cumprimentos à Lília, uma vez mais.

     
  • At 4:59 da manhã, Blogger José Rabaça Gaspar said…

    A Lília agradece os cumprimentos e retribui.
    Também já deu conta que há muitos blogues que não são "blagues"... Há até muitos com ideias muito interessantes...
    ISSCA - é o Instituto Superior de Superiores Ciências Aplicadas.
    Era para tenatar imitar um célebre Instituto de Alta Cultura, que existiu... e depois de me cansar à procura de Universidades e Institutos que permitissem aprender alguma coisa de novo, comecei a dar conta de que era preciso aprender tudo o que os "ilustres" "professores" pensavam que tinham inventado... Ouvir o que nós "alunos" temos para dizer, não têm tempo. Daí "matriculei-me" neste das Superiores Ciências Aplicadas... Está aí mesmo na sua casa... o meu, está na minha.
    Um abraço.
    Mesmo sabendo as regras dos "links", que por exemplo aqui não funcionam, o que me irrita, é quando, mesmo aplicando, não funcionam... aparece "erro" ou??? Logo descubro o quese passa.

     
  • At 3:31 da tarde, Blogger António Matos Rodrigues said…

    Um grande abraço para todos vocês, agradecendo a simpatia com que acolherem a intenção do
    http://www.mariarosacolaco.blogspot.com
    A.

     

Enviar um comentário

<< Home